Resenhas Literárias

[Dentro de] um livro

Quando ler à aventura de vida A literatura, no fundo, é narcisa. Livros se comprazem em falar de seus pares, e escritores amam escrever sobre aqueles a quem sobretudo amam: os livros. Cada qual a seu modo. Clarice Lispector travestiu-se de menina para revelar, em “Felicidade clandestina”, que um romance pode transformar-se em objeto de ..

Os amanhãs

Sutis pinceladas sobre o vazio da existiencia Pentimento é o termo utilizado para designar o aparecimento, numa pintura, de desenhos feitos antes do traço final do artista. Esboços primários, que acabaram escondidos sob a mão definitiva e dos quais por vezes nem o próprio pintor recorda-se mais. Trazendo a expressão da esfera da arte para ..

Kafka vai ao cinema

Kafka no refúgio da sala escura Sob o signo da angústia, Franz Kafka esquadrinhou ao longo de sua admirável obra um misterioso território limítrofe entre a solidão e a companhia, que lhe serviria como frágil refúgio às diatribes da vida cotidiana. Esse desamparo, que através da literatura procurou atenuar, foi reconhecido pela própria Felice Bauer, ..

Bartleby, o escrivão

Novas e sinuosas rotas de Bartleby No plástico que envolve a embalagem, a advertência: ”melhor não ler”. Vencida a primeira etapa – removê-lo -, o curioso leitor precisará ainda descosturar a capa e refilar cada uma das 48 páginas da caprichada edição da Cosac & Naify para enfim ser apresentado a Bartleby, o escrivão. Revolucionário, ..

O documentário de Eduardo Coutinho -Televisão, cinema e vídeo / O homem que caiu na real

MARCADO PELA ÉTICA * Ao formular o conceito central de sua concepção de linguagem – o “dialogismo” –, Mikhail Bakhtin caracteriza-o como princípio da constituição de nossa própria identidade. O “eu” só existiria em “relacionamento tenso”, ou seja, em diálogo com tudo o que possa ser chamado de “outro”. A construção teórica elaborada pelo lingüista ..

Os lados do círculo

O eterno movimento mesmo do círculo Mestre do gênero, Cortázar comparava o conto à imagem do círculo, forma geométrica perfeita, em que um ponto não pode se separar da superfície total. Diferentemente do romance, cujas possibilidades de bifurcação e abertura de novos campos revelam-se ilimitadas, ao conto não bastaria uma trama interessante: seria preciso enredá-la ..